CRAS participa da campanha Setembro Amarelo

A equipe do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Andrelândia adere à campanha Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio em prol da valorização da vida.

A conscientização, acontece como uma continuidade aos serviços socioassistenciais que a equipe já presta à população durante todo o ano. O foco é justamente na prevenção do suicídio e reflexões acerca da assistência em saúde mental.

A equipe técnica do CRAS constatou em atendimentos a usuários, que houve um aumento significativo de casos de depressão e ansiedade, assim como agravos das respectivas doenças em decorrência da pandemia da Covid-19.

Como medidas preventivas, durante todos os atendimentos individuais e ao núcleo familiar, a equipe orienta e encaminha os usuários para os serviços de saúde mental do município.

A psicóloga Maria Luísa Cimino explica sobre esse processo “As visitas técnicas têm como objetivo: identificar, acolher, orientar e realizar os encaminhamentos quando necessários. Dessa forma, durante o contato com as famílias buscamos identificar comportamentos e propor ações que contribuam para maior autonomia e melhoria da qualidade de vida dos usuários. Então, por meio da escuta ativa, é possível reconhecer as demandas e encaminhar os usuários para os equipamentos de saúde mental, para que então sejam realizados os atendimentos psicológicos e/ou psiquiátrico”.

Maria Luísa ressalta ainda a relevância de campanhas como o Setembro Amarelo. “É importante reforçarmos sobre este assunto para a sociedade, quebrando os tabus ainda existentes e promovendo a reflexão sobre as vulnerabilidades, com objetivo de conscientizar as pessoas e valorizar a vida”, destaca.